A APEGAC realizou em Lisboa, no dia 1 de dezembro, o seu II Congresso sob o tema “O papel da administração do condomínio na coesão social e na preservação do património edificado”.

Vitor Amaral, presidente da direção, na sua intervenção de abertura do congresso deu ênfase à ausência do InCI – Instituto da Construção e do Imobiliário, considerando que se trata de um enorme desrespeito não apenas para com a APEGAC e seus associados, mas sobretudo para com cerca de cinco milhões de portugueses que são proprietários de fracções em prédios sob o regime da propriedade horizontal, tanto mais que é o instituto que tutela este sector de actividade profissional.

O professor Paulo Machado do LNEC tratou da importância do condomínio enquanto agregado social no contexto da urbanização crescente da população portuguesa.

Figura também destaque neste congresso foi a Professora Sandra Passinhas, docente na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, autora de trabalhos sobre assembleias de condóminos e tantas vezes citada pela jurisprudência, que abordou várias temáticas, em especial sobre a legislação vigente, sendo a oradora mais solicitada pelos congressistas que lhe colocaram várias questões.

Realizaram-se três mesas redondas com a intervenção de vários convidados e sócios que se inscreveram para debate sobre a “representabilidade inerente às condições de proprietário de um imóvel”, “o papel das empresas de administração e gestão de condomínios-direitos, obrigações e limites de actuação” e “o papel da qualificação empresarial e profissional na qualidade do desempenho”. Na discussão destes temas, além da Professora Sandra Passinhas, foi também importante a presença das representantes da Associação Lisbonense de proprietários, Dr.ª Iolanda Gávea e a Dr.ª Maria João Ribeirinho; Dr. José de Pinho, director da CPCI- Confederação Portuguesa da Construção e do Imobiliário; Dr. Vitor Reis, da Escola Superior de Actividades Imobiliárias; Dr. Miguel Rodrigues da Imomaster, além de representantes de várias associadas da APEGAC.

O professor Rui Calejo, da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, abordou a gestão de edifícios, manutenção e reabilitação urbana, como forma de preservação do património edificado e do valor da propriedade.

No dia seguinte, no mesmo local tiveram lugar as II Conferencias sobre gestão de edifícios – manutenção de condomínios, sob a responsabilidade do CEES- Centro de Estudos de Edifícios em Serviço da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto.

Vários engenheiros, alguns dos quais professores universitários, abordaram temáticas coberturas, diagnóstico de fachadas, sistemas hidráulicos prediais, segurança em obras e contra incêndio, entre muitas outras.

Nos dois eventos participaram mais de 300 pessoas, a maioria representantes de empresas associadas da APEGAC.