A decisão foi transmitida esta quarta-feira pelo Governo aos parceiros sociais. A reabertura de lojas que tenham até 400 metros quadrados fica agendada para 18 de maio.

A próxima segunda-feira, dia 04 de maio, é a data definida pelo Governo para a reabertura do pequeno comércio. Poderão voltar a abrir ao público todas as lojas com menos de 200 metros quadrados, com porta para a rua.

O plano para a reabertura faseada do comércio inclui ainda os cabeleireiros, os stands de automóveis e as livrarias de qualquer dimensão, que também vão poder retomar a atividade na primeira segunda-feira de maio.

A decisão do Governo foi comunicada esta quarta-feira aos parceiros sociais, na reunião de concertação social que juntou, por videoconferência, as confederações patronais e os sindicatos, e na qual estiveram presentes, além do primeiro-ministro, o Ministro da Economia, a Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social e a Ministra da Agricultura.

O calendário completo da reabertura das atividades económicas será comunicado por António Costa hoje, quinta-feira, após o Conselho de Ministros.

Aos parceiros sociais foi comunicado também que, depois do pequeno comércio, serão autorizadas a reabrir as lojas que tenham até 400 metros quadrados, o que deverá ocorrer a 18 de maio. A retoma do restante comércio ficará agendado para o início de junho, sendo que todo o plano estará dependente da evolução da pandemia de covid-19.

O primeiro-ministro já tinha indicado que a reabertura da economia seria feita de forma faseada, com uma periodicidade quinzenal. Assim, serão retomadas as atividades de alguns setores a 4 de maio, enquanto outros apenas o farão a 18 de maio e, por fim, os restantes, desde que a evolução da pandemia o permita, a 1 de junho.